Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marginal

idéias soltas

idéias soltas

Marginal

Quinhones

Idéias, Memórias, Frases, Textos
24
Abr11

O Pêndulo

anita

 

 

O relógio de pêndulo da minha avó está parado nas 12.21 há pelo menos 30 anos.

Ficou parado, pois não nos habituámos ao seu tic-tac constante, pachorrento e metálico, nem às badaladas de hora a hora.

 

As horas continuam a passar, sem pedir licença, como soldados numa missão de vida ou de morte.

Tão preciosos esses minutos, esses segundos que estão neste momento a passar, continuadamente, sem tréguas, sem descanso, sem pensar, sem falar.....unicamente limitando-se a passar.

 

Também eu deixei de usar relógio de pulso há uns anos atrás, quando saltou um parafuso da bracelete, pelos vistos dificil de encontrar no mercado. Nunca me habituei a ver as horas no telemóvel, mas acabei por ir cedendo e lá vou olhando, ora para as horas, ora para as ligações ou mensagens que despontam no visor, também elas com um estridente som.

 

Há costumes que deixei de lado em prol de nada: usar relógio foi um de entre muitos e o menos importante de todos, provavelmente.

 

Amanhã vou ver se encontro um relojoeiro que me ajude a arranjar o meu medidor de tempo.

 

E talvez assim retome o meu tempo - o que passou e o que está para vir!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D