idéias soltas
Quinhones
Idéias, Memórias, Frases, Textos
comentar
publicado por anita, em 07.09.11 às 20:59link do post | favorito

O bom da vida, são por exemplo, as novas actividades que se nos colocam.

Deparamo-nos com surpresas, surpreendemos e surpreendomo-nos a nós próprios com um desempenho acima da média.

Senti-me bem hoje, fui audaz, convincente e profissional.

O elogio foi tão benvindo, ninguém naquela sala o calculou, mas foi o melhor que me poida ter acontecido hoje.

A minha auto-estima elevou-se a um grau de há 10 anos atrás.

Retomei a garra, a vontade, o saber que sei e que sei fazer e que sou boa no que faço.

Retomei as ideias, as conjecturas, os novos projectos, fiz calculos, apresentei valores, fui ágil no gatilho e realcei em mim e para mim, que estou cá:

- Vivo às vezes adormedida pelo torpor estúpido em que nos deixamos envolver, sem saber como, qual casulo, sem forma de sair antes do tempo.

Tudo tem um tempo e do casulo sai sempre uma linda borboleta, mas há que esperar pacientemente que isso aconteça.

 

 

 

Hoje aconteceu-me e precisava tanto disso.

Voei sem asas e não me estatelei nesse chão rude de todos os dias.

Vi em prespectiva, noutro ângulo, e como me fazia falta ver as coisas doutro modo.

 

Um dia rotineiro.

 

Há muitos anos atrás apregoava que não teria jamais uma "vidinha".

Hoje, senti falta dessa vidinha, das suas pequenas rotinas, dos filhos, das roupas, das camas, do jantar.

Será que afinal essa vidinha também nos faz falta?

Será que essa vidinha é enfim a minha vida e dela me desprendi arrogantemente?

 

Estão retomadas as hostilidades diarias.

Vamos ver por quanto tempo.

 

 


Dalila a 13 de Setembro de 2011 às 00:56
Olá Aninhas! Afinal já descobri o teu blog! Que bom é ver o nosso trabalho reconhecido! :)
Mts Bjs

mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO