idéias soltas
Quinhones
Idéias, Memórias, Frases, Textos
comentar
publicado por anita, em 31.12.09 às 00:00link do post | favorito

Já li bastantes livros, mas talvez nem tantos como deveria. Há poucos anos conclui que ler não só nos cultiva a alma como também nos faz ver a vida noutra prespectiva, saindo do quadrado. Para além disso, ficamos conhecedores de temas que normalmente não falamos com amigos.

Um dia destes li "A Porta" e fiquei fã. Lê-se bem e é quase banal....afinal, não são as vidas banais, feitas de coisas banais?

Dá-se muita importancia ao trivial, ao aspecto, à forma...eu própria o faço.

Estaremos impelidos por alguma força oculta para isso?

Ou simplesmente o Homem se encarregou de nos impingir esse fardo?

A sociedade tal como é hoje não nos conduz a quase nada: parecemos folhinhas num lago ao sabor da corrente. Quando uma folhinha teima em não ir pela correnteza abaixo, o alarde é geral e os dedinhos espetados para a folha são inúmeros. Ela esforça-se por seguir outro rumo, mas os dedinhos atiram-lhe pedras, areia.....

Vai abaixo, vem á tona e o esforço continua.

Se vence, é uma heroína.

Se perde, "estava-se mesmo a ver que não conseguia".

A sociedade está permanentemente á espera das falhas para apontá-las.

Mas é ao contrário - devemos enaltecer as vitórias, os sucessos e ajudar quem quer sair da fileirinha de carneiros.


mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
30


pesquisar
 
blogs SAPO